mei-microempreendedor-individual-vidraceiro

O Vidraceiro pode ser MEI?

Sim, vidraceiro pode ser MEI – Microempreendedor Individual. E o que é ser MEI? É trabalhar por conta própria formalmente e se tornar um pequeno empresário com CNPJ, desde que não ultrapasse o faturamento máximo até R$ 60.000,00 (sessenta mil) por ano, e também não ser sócio em outra empresa.

Além disso, o MEI está inserido no Simples Nacional e fica livre dos impostos federais, como Imposto de Renda, PIS, COFINS, IPI e CSLL, e paga somente o valor fixo mensal de R$ 51,85 como prestador de serviços. Este valor é composto de 5% do salário mínimo, que vai para a Previdência e mais R$ 5,00 todo mês, que ficam com o município.

Pagando essa contribuição é que o Microempreendedor Individual tem direito a benefícios da Previdência Social.

Se você ainda trabalha na informalidade e quer sair dessa, veja como e onde fazer para avançar nos negócios.

Vantagens em se tornar Microempreendedor Individual

Abaixo, você vidraceiro pode conhecer algumas vantagens que vem com a formalização do seu trabalho e os direitos a alguns benefícios, como:

– Aposentadoria por idade.

– Auxílio-doença. Mesmo que você estiver doente e sem poder trabalhar, vai continuar recebendo.

– Auxílio maternidade, para mulheres.

– Pensão aos filhos menores em caso de morte ou reclusão.

– Conquistar mais clientes e mais vendas com a emissão de nota fiscal e poder vender para empresas públicas e privadas. Assim, não terá seus serviços recusados por empresas preocupadas em criar algum vínculo empregatício.

– Descontos e prazos melhores com fornecedores e bancos por ter um CNPJ. Pode conseguir empréstimos bancários, caso seja preciso, com mais facilidade pois já tem como comprovar a renda.

– Poderá ter um local fixo de trabalho e aumentar as chances de conquistar maior clientela.

– Contratar um funcionário que receba salário mínimo ou o piso da categoria com baixo custo e ajudar o negócio a aumentar.

Além disso, a facilidade em fazer tudo pela internet e gratuitamente, como a própria inscrição e emissão do alvará, gerar a guia do imposto para pagamento, e não ter taxas de registro, tudo sem burocracia no Portal do Empreendedor.  E se precisar de ajuda extra, pode contar com o apoio técnico do SEBRAE e com a rede de empresas cadastradas para prestação de serviços, sem custos.

 

Como pode ver, há mais vantagens em se formalizar e poder crescer do que ficar na informalidade. Seu negócio aparecerá de outra forma aos olhos do público consumidor. Pense nisso e faça as contas. Certamente valerá a pena.

Conte conosco.

Equipe Skkits