sustratos-instalacao-vidro-temperado

Instalando vidros de acordo com o substrato

Nosso querido e tão valorizado material vem sendo aplicado mais e mais pela construção civil. Seja na madeira, na alvenaria ou no aço. Existem formas corretas e seguras de aplicar o vidro nestes materiais.

Para assegurar que o vidro seja instalado corretamente e com segurança, são precisos alguns cuidados e levar em conta alguns fatores. Como os materiais têm particularidades que precisam ser consideradas, tanto no projeto quanto na instalação do vidro.

Muito importante lembrar que para instalar os vidros nas edificações é preciso saber mais do que somente as medidas dos vãos. Mas sim em quais materiais eles serão aplicados.

Neste artigo queremos explicar de forma simples, direta e prática através de dicas para sanar algumas dúvidas que normalmente surgem no dia a dia do vidraceiro no que se refere a melhor instalação do vidro em materiais distintos.

Preparação é fundamental

Os profissionais de engenharia civil recomendam: é preciso conhecer o material onde o vidro será instalado. O que pode ocorrer durante a instalação, é encontrar diversos materiais, e estes podem estar ocos, porosos ou maciços, e isso influencia diretamente na escolha do modo de fixação.

Assim, antes de definir o meio ideal de fixar o vidro, parafusos, ancoragem química ou mecânica, é imprescindível ver e conhecer onde o vidro será aplicado.

A umidade e a dilatação também devem ser levadas em conta na hora de definir o melhor modo de fixação. Além disso, a temperatura e a característica do substrato também podem interferir e comprometer a instalação se não forem considerados.

Outra questão importante são as folgas. Se não forem avaliadas e houver dilatação, pode ocorrer quebra ou trinca no vidro.

Vidro na alvenaria

O principal ponto de atenção da instalação de vidro neste material são as dilatações. Já mencionamos acima, agora vamos aprofundar o assunto.

Para instalar corretamente o vidro na alvenaria, deve se considerar o amortecimento das dilatações com a utilização de ferragens, calços e vedações adequadas.

A cura do cimento ou concreto deve estar totalmente finalizada, pois como sofrem dilatação térmica, podem se expandir e comprometer a instalação.

Vidro no aço ou em ligas metálicas

Para realizar um melhor trabalho de instalação, é preciso saber se o material onde será instalado o vidro é realmente aço ou composto de outro metal, como ferro fundido ou outra liga metálica. Isso porque, por exemplo, se for alumínio, ele pode dilatar duas vezes mais que o aço. O que interfere diretamente nos cálculos e na medição dos vãos.

A vibração do material também deve ser considerada, pois influenciará diretamente na escolha da espessura do vidro e dos calços. Assim, a vibração do metal não será transferida ao vidro.

Quanto ao uso do silicone para fixação no aço, ele deve ser o neutro. Evitar o uso do acético, pois este, durante a cura, libera ácido acético e pode comprometer a estrutura.

Vidro na madeira

Como a madeira é um material que absorve umidade, ela pode inchar e comprometer a instalação do vidro.

Além da umidade, a dilatação térmica pode comprometer uma instalação de vidro parafusado. O que não é recomendado, especialmente se o local seja de exposição ao sol.

Neste caso, o recomendado é fixar o vidro na madeira com silicone. O que não dispensa que a madeira esteja preparada para instalação do vidro.

Finalizando

Você, amigo vidraceiro, instalador, mesmo com todo seu conhecimento, deve sempre estar por dentro que dizem as normas da ABNT sobre o nosso querido material. A NBR 7199 – Vidros na Construção Civil, diz muito sobre como aplicar corretamente o vidro e suas especificações.

Conte sempre conosco.

Equipe Skkits